quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

JACKSON RECEBE DIREÇÃO DO SINTESE E DISCUTE PAGAMENTO DO REAJUSTE 2014.

O governador Jackson Barreto recebeu no Palácio de Veraneio na manhã desta quinta-feira, 27, a direção do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica da Rede Oficial de Ensino (Sintese). O objetivo foi dar o ponta pé inicial para as tratativas no tocante ao pagamento do reajuste de 8,32% referente ao ano de 2014 para a categoria.

Em seu argumento, o governador deixou claro que não tem interesse em prejudicar a classe e que não irá fazer promessas que no futuro não possa cumprir. “Não vamos fugir da nossa responsabilidade, por isso, não faço reunião para esconder números”, destacou. Ele sugeriu que na próxima semana haja um encontro para discutir o assunto. “Assim, vamos conhecer as necessidades dos professores e eles conhecerão nossa realidade”. A sugestão foi prontamente aceita pela direção do Sindicato.

Ficou agendado para a próxima quinta-feira, dia 6, um encontro técnico entre representantes das secretarias de Planejamento, Orçamento e Gestão, Educação, Casa Civil e Fazenda. Na ocasião, serão discutidos minuciosamente os números e os impactos das propostas apresentadas pelo Estado.

O secretário de Estado da Fazenda, Jeferson Passos, que participou do encontro, observou que essa foi a primeira reunião com o Sintese. “O Sindicato trouxe os pleitos de reposição de aplicação de percentual de 8,32% e de mais 22,22% que o sindicato indica que são percentuais passados. Fizemos exposição acerca da situação financeira do Governo do Estado e das dificuldades do momento do limite de Lei de Responsabilidade Fiscal que o Estado está próximo de atingir o limite máximo. Finalizamos o ano de 2013 com 48,74%, quando o limite máximo é de 49%”, esclareceu.

A presidente do Sintese, Ângela Melo, avaliou positivamente o primeiro encontro com o governador Jackson Barreto. “Essa primeira audiência do Sintese com o governador em 2014 se deu na perspectiva do que foi combinado em 2013, do gestor estadual reestruturar a carreira por meio do reajuste 22,22% que ficou aberto em 2012 e a implementação do reajuste do Piso dos Professores de 2014. O governador ficou de estudar a proposta e uma comissão irá elaborar o estudo sobre as condições financeiras do Estado e necessárias para implementação desses reajustes e no dia 10 de março estaremos mais uma vez encontrando com o governador para saber a posição do Governo do Estado”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário