quarta-feira, 30 de julho de 2014

ÍNDICE QUE REAJUSTA ALUGUÉIS TEM EM JULHO TERCEIRA QUEDA SEGUIDA.

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), usado como referência para os reajustes de aluguel e tarifas de energia elétrica, apresentou deflação de 0,61% em julho, segundo pesquisa da Fundação Getulio Vargas (FGV), divulgada hoje (30). Em junho, o índice já havia caído 0,74%, e, em maio, de 0,13%. Com o resultado, a inflação acumulada em 2014, até julho, atinge 1,83%. Em 12 meses, a alta chega a 5,32%.

O resultado mensal foi puxado principalmente pelo Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) – um dos três componentes do IGP-M –, que apresentou variação de -1,11%. A queda foi puxada pelo subgrupo alimentos in natura (-7,71%).

Já o segundo componente, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC), registrou variação de 0,15%, em julho, sob a influência do subgrupo educação, leitura e recreação (-0,04%) e do item passagem aérea, que registou queda de 13,11%.

Terceiro componente do IGP-M, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) apresentou, em julho, variação de 0,80%, resultado influenciado pela variação de materiais, equipamentos e serviços (0,45%). No caso da mão de obra, o índice ficou em 1,11%.

O IGP-M é calculado com base nos preços coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês de referência.

Fonte:  Agência Brasil

HOMEM FORAGIDO DA JUSTIÇA E ACUSADO DE INVASÃO DE DOMICÍLIO É PRESO POR POLICIAIS DA 4ª CIA / 8º BPM NA BARRA DOS COQUEIROS.


Na manhã desta quarta-feira, dia 30, por volta das 08:00 horas, policiais militares lotados na 4ª CIA/8º BPM, através da guarnição, estavam realizando policiamento ostensivo na Barra dos Coqueiros, quando na na rua Praia da Costa, em frente ao Bar do Etinho, foram solicitados pelo Sr. Dermeval da Silva, informando de que sua propriedade teria sido invadida por um meliante, o qual o ameaçou de morte.

Imediatamente os militares se deslocaram até o local invadido e ao chegarem na propriedade, visualizaram o infrator, o qual empreendeu fuga pela praia, tendo sido perseguido e interceptado pela guarnição, e identificado preliminarmente como sendo José Azevedo Conceição, o qual foi conduzido posteriormente ao CISP da Barra dos Coqueiros.

Ao chegar na unidade policial, foi feita uma verificação nos dados do infrator, comprovando-se que havia um mandado de prisão em aberto contra o mesmo, o qual ficou custodiado à disposição da justiça.

43% DOS POLICIAIS ACREDITAM QUE CORPORAÇÃO DEVE PREMIAR QUEM MATA CRIMINOSO.

Segundo pesquisa, quase 40% dos policiais pretendem sair da corporação se conseguirem outra oportunidade profissional


Quase metade dos agentes de segurança (43,2%) acredita que o policial que mata um criminoso deve ser premiado pela corporação. Os dados são da pesquisa "Opinião dos Policiais Brasileiros sobre Reformas e Modernização da Segurança Pública”, realizada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em parceria com o Centro de Pesquisas Aplicadas da Fundação Getulio Vargas (CPJA-FGV) e o Sistema Nacional de Segurança Pública (Senasp), divulgada nesta quarta-feira (30).

A pesquisa foi respondida por 2,1 mil agentes de segurança, entre policiais militares (52,9%), civis (22%), federais (10,4%), rodoviários federais (4,1%), bombeiros (8,4%) e integrantes de polícias científicas (2,3%).

Apesar de alarmante, o alto porcentual dos policiais que acreditam que a morte de um criminoso deva merecer recompensa pode refletir uma autodefesa, explica a pesquisadora Thandara Santos, integrante do Fórum e quem também assina o estudo.

"A pesquisa foi anônima, então os policiais se expressaram abertamente, sem medo. Falaram o que pensam, livres de ter de reproduzir os códigos da corporação. O que nos parece é que essa lógica é uma forma de lidar com a pressão diária a que são submetidos", afirma a pesquisadora.

Para a diretora da Human Rights Warch, uma ONG mundial de direitos humanos, no Brasil, Maria Laura Canineu,  mortes causadas por legitima defesa ou para defesa do policial são justificáveis, mas o restante deve ser punido. 

"Ainda é muito preocupante que policiais sejam coniventes com abusos. Matar em legitima defesa ou de terceiros é padrão internacional e qualquer morte neste sentido é compreensível e aceita do ponto de vista legal e dos direitos humanos. Mas tudo que exceda essa conduta é crime e deve ser punido, não premiado.

Quero outro emprego

Três em cada dez agentes de segurança pública de todo País (34,4%) mudariam de profissão se tivessem oportunidade e 38,7% afirmam que, se pudessem voltar no tempo, escolheriam outra carreira para seguir.

Para a pesquisadora Thandara, esse cenário de desencanto não é novo, mas pode ter sido agravado pelo contexto das manifestações, em que atos entendidos como tortura fizeram com que a confiança na polícia ficasse ainda menor.

"Este dado está muito atrelado à baixa confiança na polícia, o que pode ser validado com outros números do estudo, como por exemplo o de que 65% deles já sofreram preconceito por serem policiais. Pesam também a opressão hierárquica [58,3% acreditam que a hierarquia provoca desrespeito e injustiça profissionais] e os obstáculos no exercício da função", explica Thandara. 

De acordo com o levantamento, os agentes apontaram alguns obstáculos que impedem que a carreira seja exercicida de forma mais eficiente. Os baixos salários foram considerados problemas para 99,1% dos entrevistados, o contingente policial insuficiente para 97,3%, a falta de verba para equipamentos e armas foi a resposta de 97,3%, as leis penais inadequadas por 94,9% e corrupção foi apontada por 93,6%.

A maior parte dos agentes (65,9%) também disse já ter sido discriminado por causa da profissão e 59,6% afirmarem que já foram humilhados por superiores diretos, diz a pesquisa.

Para diminuir o problema, segundo a pesquisa, 93,7% dos agentes dizem querer a modernização dos regimentos de acordo com a Constituição, 73,7% responderam que apoiam a desvinculação ao Exército e 63,6% defendem o fim da justiça militar.

"Se considerarmos apenas os policiais militares, 76,1% defendem o fim do vínculo com o Exército. O que é um sinal claro de que o Brasil precisa avançar na agenda da desmilitarização e reforma das forças de segurança”, afirma Renato Sérgio de Lima, vice-presidente do Conselho de Administração do FBSP e pesquisador da FGV.

Fonte:  IG (Ana Flávia Oliveira)

PROCURADORIA REGIONAL ELEITORAL RECOMENDA QUE ALESE SUSPENDA DOAÇÕES DE VERBAS.

Legislação proíbe distribuição de bens e valores em ano eleitoral; Assembleia tem verba de subvenção destinada a ações assistencialistas

A Procuradoria Regional Eleitoral em Sergipe (PRE/SE) recomendou à presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), deputada Angélica Guimarães, que suspenda os repasses de verbas de subvenção para doações assistencialistas da assembleia. De acordo com a recomendação, o repasse dessas vebas fere a legislação eleitoral, que proíbe distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios por parte da Administração Pública em ano de eleição.

A PRE/SE também instaurou procedimento para fiscalizar e prevenir possíveis desvirtuamentos na distribuição de verbas de subvenção por parte da Alese, depois de recolher, através da imprensa, a informação de que, em 2014, a verba para doações assistencialistas da assembleia foi ampliada de R$ 900 mil para R$ 1,5 milhão.

A recomendação alerta ainda que, de acordo decisões do Tribunal Superior Eleitoral, em casos de doações, “não é preciso demonstrar caráter eleitoreiro ou promoção pessoal do agente público, bastando a prática do ato ilícito” para existir a irregularidade. 

A PRE  recomendou ainda que, em caso de já ter sido realizada alguma doação com a verba de subvenção, seja enviado ao Ministério Público o detalhamento da destinação das verbas, incluídos os dados dos beneficiários, os valores repassados e nome dos deputados responsáveis pela indicação da doação.

Por fim, a Procuradoria Regional Eleitoral alerta, em caso de descumprimento da recomendação, o fato pode ser usado como prova em ações eleitorais e serão analisadas em medidas administrativas e judiciais cabíveis.

Leia aqui a íntegra da recomendação.


Fonte:  MPF/SE

ADOLESCENTE DE 15 ANOS É APREENDIDO PELA RADIOPATRULHA COM MOTONETA FURTADA.


A Companhia de Polícia de Radiopatrulha (CPRp) efetuou nesta terça, 29, por volta das 14h00, na Avenida Tancredo Neves, Bairro Inácio Barbosa, a apreensão de um adolescente de 15 anos.

A ação foi efetivada pela Equipe Leão Operações, comandada pelo Tenente PM Alexandre Freitas, momento em que realizava o policiamento ostensivo preventivo radiomotorizado, quando percebeu dois jovens transitando em uma motoneta.

Os policiais procederam a abordagem e após consulta, constataram que a motoneta Shineray, modelo Phoenix, cor branca, possuía restrição de furto, registrado no centro da cidade no dia 11 de abril de 2014. Aos policiais, o adolescente informou que trocou outra motoneta por esta e voltou a quantia de R$ 500,00. 

O caso foi conduzido à Delegacia Especial de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA).

CANDIDATO DO PSTU DENUNCIA CAMPANHA MILIONÁRIA EM SERGIPE.

Candidato a senador defende o fim do financiamento de empresas a campanhas eleitorais

Em Sergipe, a campanha dos cinco candidatos ao Senado está estimada em R$ 14.230.000,00. Esse montante se concentra nas candidaturas de Maria do Carmo (DEM) e Rogério carvalho (PT), que gastarão R$ 6 milhões e R$ 8 milhões respectivamente, conforme declarado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Para Leandro, candidato ao Senado pelo PSTU, esses números levantam o debate sobre o peso que os empresários têm na disputa eleitoral e como é prejudicial o financiamento de empresas privadas a campanhas.

“Sabemos quem paga a banda escolhe a música. Portanto, aqueles que injetam vultosas quantias nas campanhas eleitorais o fazem esperando um retorno muito lucrativo depois de eleito o parlamentar no qual investiu”, disse o candidato.

Leandro, que é trabalhador da Petrobrás, contabiliza que os empresários são a maioria dos candidatos conforme levantamento de registro no portal do TSE. Porém, o controle do empresariado sobre as eleições não se daria somente por aí. Os empresários também financiam os candidatos que não são diretamente empresários, mas que defendem um programa e propostas que atenda a seus interesses como classe patronal.

A campanha eleitoral para o Senado em nível nacional deverá custar mais de R$ 1 bilhão, segundo as estimativas de despesas entregues pelos candidatos à Justiça Eleitoral. É uma campanha superior aos 11 candidatos a Presidência, que pretendem gastar segundo declarado, R$ 916 milhões.

O petroleiro reclama que falta para o eleitor transparência de quem financiará vultosas quantias. “Todos podem ver na declaração dos diretórios nacionais, publicado pelo jornal O Globo, que nas eleições de 2012 a Construtora Andrade e Gutierrez, a Camargo Correa, Queiroz Galvão, e a OAS (ex Odebrecht), doaram mais de R$ 204 milhões para diretórios e comitês de partidos. Sendo R$ 61,3 milhões para o PT, R$ 41 milhões para o PMDB e R$ 31,6 milhões para o PSDB. A indústria de alimentos JBS Friboi doou R$ 6,2 milhões para o PSDB, R$ 4,4 milhões para o PMDB e R$ 3,5 milhões para o diretório nacional do PT. E várias outras empresas privadas como bancos”, informa Leandro.

Ficaria claro, portanto, que muito pouco do financiamento desses partidos vem de doação de pessoas físicas. “Esse ciclo-vicioso tem que ter um ponto final, os ventos das mudanças devem varrer essa prática. Pra começar é preciso divulgar amplamente aos eleitores quanto gastarão os candidatos e de onde vem o dinheiro. Essa é a informação que desafio aos demais candidatos tornar transparente”, propõe.

Manifestações - O desejo de mudança também levou vários movimentos sociais a questionarem os gastos excessivos do dinheiro público nas obras da Copa para atingir o chamado “padrão Fifa” que só beneficiou empresários. Esse questionamento sobre o que os políticos de Brasília, o Governo Federal, e os políticos de nosso Estado, fazem com o dinheiro do povo, deságua inevitavelmente no tema do financiamento das campanhas eleitorais.

Leandro avalia que as gigantescas manifestações de junho de 2013 foram um primeiro sinal de que os trabalhadores e os jovens brasileiros não estão dispostos a continuar aceitando as enormes desigualdades sociais entre ricos e pobres e a corrupção incrustada na política brasileira.

“Nossa campanha é diferente. Os outros partidos são financiados por grandes empresas, bancos e empreiteiras, que depois vão cobrar todas as doações milionárias através de políticas que as favoreçam. O PSTU é totalmente financiado pelos seus próprios militantes e simpatizantes. Não aceitamos dinheiro de empresas. Isso nos garante a independência dos patrões e dos governos para defender um programa socialista, que defenda os interesses dos trabalhadores e da juventude”, assegura.

Da assessoria

Fonte:  Faxaju

RADIOPATRULHA APREENDE MACONHA COM JOVENS NA COROA DO MEIO.


A Companhia de Polícia de Radiopatrulha (CPRp) realizou nesta terça, 29, por volta das 13h00, na rua Maria Pureza de Jesus, Bairro Coroa do Meio, as prisões de Raenilson Oliveira dos Santos, 20 e as apreensões de dois adolescentes de 17 anos.

A ação foi efetuada pela Equipe Leão 03, comandada pelo Cb PM Emerson dos Santos, momento em que realizava o policiamento ostensivo preventivo radiomotorizado, quando percebeu que o cidadão Raenilson que se encontrava defronte a vila de casas, ficou assustado com a presença da polícia e adentrou em uma das casas em atitude suspeita.

Imediatamente, os policiais empreenderam diligências e encontraram os outros dois cidadãos no mesmo recinto.  Após abordagem e vistoria, foram encontradas 42 papelotes de substância entorpecente tipo maconha e 25 cápsulas para acondicionamento de cocaína vazias.

A ocorrência foi encaminhada à Delegacia de Turismo (DETUR).

SINTESE DENUNCIA DEMORA EM REFORMA DE ESCOLA EM TOBIAS BARRETO.


Quando foi anunciado que a escola municipal do povoado Saquinho em Tobias Barreto ia ser reformada, a comunidade escolar comemorou, pois os estudantes, os professores e funcionários teriam um lugar melhor para estudar e trabalhar.

Mas o que seria um sonho a ser realizado se transformou em um pesadelo. A reforma foi iniciada no mês de maio. Até o momento somente o forró de PVC foi colocado e não há previsão para o término. Segundo professores, há semanas não aparece nenhum trabalhador para dar continuidade à obra.

Enquanto a reforma não termina, as aulas são ministradas na associação de moradores. Ressalte-se que não houve apoio da Secretaria Municipal de Educação para fazer a mudança. Professores, funcionários e até os estudantes tiveram que carregar as carteiras para o prédio provisório.

O prédio não tem condição de funcionar como escola, não há água suficiente para a limpeza dos banheiros e como não há divisão correta das salas, o barulho inviabiliza as aulas. Como a situação era provisória, as docentes concordaram em trabalhar lá. Como agora não há previsão para término, a situação tornou-se insustentável. Há também precariedade na alimentação escolar, só há disponível para os estudantes suco e biscoito.

Além da falta de estrutura, a comunidade escolar também vive assustada. Frequentemente os gêneros alimentícios e os botijões de gás da alimentação escolar são roubados. Toda a situação já foi informada a Secretaria Municipal de Educação, mas até o momento nenhuma providência foi tomada.

O SINTESE irá enviar ofício à prefeitura de Tobias Barreto e também ao Ministério Público solicitando a solução imediata do problema. 

Fonte:  Sintese

MILITARES DA RADIOPATRULHA APREENDEM REVÓLVER COM DUPLA NO SANTA TEREZA.



A Companhia de Polícia de Radiopatrulha (CPRp) efetivou nesta terça, 29, por volta das 21h00, na Avenida Senador Júlio Leite, Bairro Santa Tereza, as prisões de Ednilson Santos, 22 e Lúcio Santos, 19.

A ação foi realizada pela Equipe Leão 60, comandada pelo Sgt PM Márcio, momento em que realizava o policiamento ostensivo preventivo radiomotorizado, quando percebeu a atitude suspeita dos dois cidadãos que transitavam em uma motoneta Shineray no sentido do Bairro Atalaia.

Logo após, os policiais empreenderam diligências e efetivaram a abordagem, momento em que foi encontrado na cintura de Ednilson, um revólver calibre .38 mm com seis munições intactas.

O caso foi conduzido à Delegacia Plantonista (DEPLAN).

MEDIDAS PREVENTIVAS AUMENTAM VASÃO NA REDE DE DRENAGEM.

Evitar pontos de alagamentos em períodos chuvosos exige uma série de medidas preventivas executadas pelo poder público, em consonância com a colaboração da população. Da parte da Prefeitura de Aracaju, têm sido executadas diariamente um conjunto de ações preventivas que buscam inibir enchentes, alagamentos e deslizamentos de terras em épocas com maior incidência pluviométrico. Equipes da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb) são mobilizadas em todos os bairros realizando a manutenção e recuperação das galerias pluviais.

A prova do trabalho e do compromisso da atual gestão é o número crescente de ruas atendidas com ações de desobstrução da rede de drenagem que chegam a mais de 300 ruas beneficiadas mensalmente. Desde a última segunda-feira, 28, profissionais da empresa municipal atuam no Centro, nos bairros Cidade Nova, Inácio Barbosa, Jabotiana, Palestina, Zona de Expansão. Em cada local, equipes compostas por técnicos, engenheiros e demais profissionais executam a limpeza da micro e macro drenagens através de ações  nos canais, boca-de-lobo, bueiros, além de substituir a tubulação danificada.

Para atender as demandas da população a Emurb possui canais de comunicação que facilitam e contribuem para a participação, sugestão e solicitação de serviços. Basta entrar em contato com a Assessoria de Comunicação da empresa, por meio do telefone (79) 3179-1619, pelo endereço eletrônico comunica.emurb@aracaju.se.gov.br, e pelos perfis da Emurb no Twitter (@emurb) e no Facebook (www.facebook.com/Emurb).

Fatores que obstruem a rede de drenagem

De acordo com a presidente da Emurb, Socorro Cacho, por conta da negligência das gestões passadas que permitiram o crescimento de forma desordenada da capital, que não consideraram características naturais da formação geológica da capital, muitas vezes aliado à falta de investimentos em infraestrutura, ocasionou impactos negativos para a qualidade do meio urbano. "A ocupação inadequada de algumas áreas pode gerar uma cadeia de impactos ambientais, que passa pela impermeabilização do solo, alterações na topografia além de dificuldades do escoamento superficial", ressalta a engenheira.  

Ainda segundo Socorro Cacho, as enchentes e inundações urbanas, podem ser minimizadas ou até mesmo evitadas quando os administradores realizam o trabalho, como vem sendo feito, e a população em geral compreende que entulhos jogados de forma inadequados dificultam a drenagem natural das águas. "Esses conhecimentos podem ser incorporados desde as atividades preliminares do processo de planejamento urbano, sobretudo em termos de uso e ocupação do solo, mas também no modo de vida da população", concluindo que as ações têm sido realizadas focando o problema das cheias urbanas incorporando a dinâmica social e o planejamento multissetorial.

Lixo

Acondicionados de forma inadequada, normalmente em sacos de supermercado, o lixo doméstico acaba sendo levado diretamente para as bocas-de-lobo, entupindo as galerias pluviais da cidade. A presidente lamenta que este tipo de atitude aconteça, pois compromete a drenagem das águas das chuvas, e apela para evitar jogar lixo nas vias públicas.

segunda-feira, 28 de julho de 2014

JÔ SOARES É INTERNADO EM SÃO PAULO.

Apresentador está no hospital Sírio-Libanês desde sexta-feira

Jô Soares está internado no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. De acordo com a assessoria de imprensa da Globo, o apresentador deu entrada na sexta-feira (26) e não tem previsão de alta.

O motivo da internação ainda não foi confirmado nem pela emissora, nem pelo hospital.

Jô Soares voltou das férias em 14 de julho, mas nesta segunda-feira será exibido um programa gravado em homenagem ao escritor Ariano Suassuna, que morreu na última semana.

Fonte:  IG

POLICIAIS DA RADIOPATRULHA PRENDE INFRATORES POR FURTO À LOJA NO CENTRO DA CAPITAL.

A Companhia de Polícia de Radiopatrulha (CPRp) realizou nesta segunda, 28, por volta das 01h30, na Rua Geru, Centro, as prisões de Humberlino Santos, 23, Emídio Neto, 18 e a apreensão de um adolescente 17.

A ação foi efetuada pela Equipe Leão 81, comandada pelo Sargento PM Everton, momento em que foi acionado pelo CIOSP, que flagrou através do sistema de monitoramento de câmeras de videomonitoramento a ação dos infratores furtando estabelecimento comercial.

Prontamente, os policiais empreenderam diligências e localizaram dois suspeitos entregando produtos ao  taxista, que empreendeu fuga, porém, foi possível identificar o número do táxi, que foi localizado na Avenida Maranhão pela equipe Leão Operações. Na Rua Florentino Menezes, foi localizado outro suspeito de participação do furto à loja de eletrodomésticos. Salientando que os policiais entregaram em mídia um CD contendo a filmagem do furto.

A ocorrência foi encaminhada à Delegacia Plantonista (DEPLAN).

ESPECIALISTAS EM SEGURANÇA PROPÕE AGENDA DE DEBATES PRIORITÁRIOS PARA ELEIÇÕES.

Especialistas em segurança pública lançaram hoje (29) uma agenda prioritária para a área e vão pedir aos candidatos à Presidência da República que se posicionem sobre as propostas. A intenção é qualificar o debate sobre o tema e defender principalmente iniciativas para reduzir o número de homicídios no Brasil, que passou de 56 mil em 2012. "Nos momentos anteriores, éramos convidados a falar sobre as nossas ideias. Demos um passo anterior e nos organizamos no sentido de juntar pesquisadores e profissionais, que pensam de modos diferentes, e produzimos esse documento para estimular o debate", disse a pesquisadora da Universidade de Brasília (UnB) Haydée Caruso.

A apresentação das propostas ocorreu no Rio de Janeiro, no Instituto Igarapé, uma das organizações envolvidas no projeto, e reuniu representantes do Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo; Centro de Estudos de Criminalidade, da Universidade Federal de Minas Gerais; Instituto Fidedigna, do Rio Grande do Sul; Universidade de Brasília; Laboratório de Análise da Violência, da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj); Universidade Federal de Pernambuco; Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais e do Rio Grande do Sul; Centro de Pesquisa Jurídica Aplicada e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

A agenda será apresentada aos coordenadores da área de segurança pública das campanhas dos presidenciáveis no próximo dia 31, em São Paulo: "A ideia é influir com essa agenda pedindo posicionamento em torno desses pontos".

O documento enumera seis prioridades e destaca a diminuição dos assassinatos como a primeira delas. A agenda propõe um Plano Nacional de Redução de Homicídios, que seria articulado nacionalmente e estimularia planos estaduais e municipais. Uma das iniciativas que o plano incentivaria é a criação de departamentos especializados em crimes contra a vida, para fortalecer os meios de investigação, incluindo investimentos na capacitação e equipamentos de perícias, além de aumentar o cumprimento de mandados de prisão de acusados de assassinato. O plano também prevê uma maior regulação na política nacional de controle de armas e a redução da letalidade policial, disseminando procedimentos e protocolos de uso da força, fortalecendo corregedorias e substituindo em todos os estados o termo "resistência seguida de morte" por "homicídio/morte decorrente de intervenção policial", o que já é recomendado pela Secretaria Nacional de Direitos Humanos.

Para a diretora executiva do Instituto Igarapé, Ilona de Carvalho, a opinião pública no Brasil avançou e está mais aberta a um debate qualificado da questão. "É hora de vencer esse dilema, até porque, se a gente quer se consolidar como potência em qualquer aspecto, não tem como: um país de 56 mil homicídios não vai ser um país desenvolvido. Isso não cabe na definição. Tem uma lacuna no nosso desenvolvimento que é a questão da segurança", afirma ela que, apesar disso, considera que o tema ainda não é uma prioridade no Brasil: "Ainda não é, mas não dá mais para não ser".

Outro ponto do grupo é uma nova estrutra policial, sem a atual divisão entre polícia ostensiva e polícia investigativa, criando uma polícia de "ciclo completo", que patrulha, atende chamados e investiga os crimes. Também é defendida uma entrada única na carreira, sem a diferença de concursos para oficial e soldado, e agente e delegado, por exemplo: "Nas melhores polícias do mundo, o chefe de polícia um dia esteve nas ruas como policial", comparou o pesquisador Ignácio Cano, da Uerj. Com a ideia, todos os policiais teriam a possibilidade de chegar ao nível mais alto da hierarquia pela via meritocrática, sem a realização de um novo concurso.

A proposta do grupo extingue a Justiça Militar e a subordinação das PMs ao Exército, fortalece o controle externo da atividade policial, com maior participação da sociedade civil, e regulamenta o direito à sindicalização e greve dos policiais militares.

Os pesquisadores propõem aumento do orçamento para a área - atualmente em 0,46% do Produto Interno Bruto do país, e um novo pacto federativo, em que o governo federal assuma mais responsabilidades com a criação de um Ministério da Segurança Pública, principalmente como "uma sinalização política da importância dessa área". O órgão também alinharia competências de segurança pública e justiça criminal. Nos moldes do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), a agenda dos especialistas pede maior capacidade de fiscalizar e produzir dados de qualidade, além de uma Escola Nacional de Segurança Pública, para a formação dos gestores.

A modernização da política criminal e penitenciária e a revisão de parte da política de drogas completam a agenda prioritária. Para os pesquisadores, é preciso regular a pesquisa, o uso medicinal, o comércio e o autocultivo de maconha, que necessariamente implica na descriminalização, com investimentos em políticas de prevenção do uso e abuso e de redução de danos. É proposta também a retirada da caracterização de crime hediondo para o tráfico de drogas. "É claro que estamos falando do traficante simples, que é pego com uma quantidade de droga. Se ele está armado, já não se trata mais de tráfico simples", explica Ilona.

A melhora nas condições do sistema penitenciário, o fortalecimento das defensorias públicas estaduais e a estruturação das centrais estaduais de penas alternativas também são consideradas prioritárias. "Hoje, muitos juízes não aplicam a pena alternativa porque sabem que os estados não tem condição de cumprir", diz Ilona. 

Fonte:  Agência Brasil

MOTONETA COM RESTRIÇÃO DE ROUBO É RECUPERADA PELA RADIOPATRULHA NO MOSQUEIRO.


A Companhia de Polícia de Radiopatrulha (CPRp) efetivou neste sábado, 26, por volta das 00h00, na Rodovia dos Náufragos, Mosqueiro, zona sul da capital, a prisão de Igor Santos, 19 anos.

A ação foi realizada pela Equipe Leão Operações, comandada pelo Tenente PM Alexandre Freitas, momento em que estava realizando o policiamento ostensivo preventivo na localidade e visualizou um cidadão transitando numa motoneta.

Imediatamente, a equipe efetivou a abordagem e após consulta através do CIOSP, foi constatado que a motoneta marca Shineray, modelo Phoenix 50 cc, cor azul, possuía restrição de roubo.

O caso foi conduzido à Delegacia Plantonista (DEPLAN).

GOVERNO DE SERGIPE DEBATE RELAÇÃO ENTRE INDÚSTRIAS.

Com o intuito de estreitar as relações entre o meio acadêmico, a indústria e o Estado, a Coordenação de Inovação e Transferência de Tecnologia (CINTTEC), da Universidade Federal de Sergipe (UFS), promoveu a segunda mesa redonda do ‘XIII Evento CINTTEC-UFS’, com o tema ‘Transferência de Tecnologia para Inovação sob visões empresariais’.

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec) participou da composição da mesa, através do secretário Saumíneo Nascimento e de representantes de instituições vinculadas, como o presidente do Sergipe Parque Tecnológico (SergipeTec), Marcos Wandir, e do diretor financeiro da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (Fapitec), Josenito Oliveira Santos.

O evento aconteceu no auditório da reitoria do Campus São Cristovão, na tarde de sexta-feira, 25, e também contou com a participação do vice-reitor da UFS, André Maurício Conceição de Souza, do representante da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (Fies), Rodrigo Rocha, além de palestras dos representantes do Sebrae e da Rede Petrogás, que foram acompanhadas por estudantes e professores de graduação e pós-graduação da Universidade, dos cursos de engenharia de Produção e do Mestrado e Doutorado de Propriedade Intelectua.

De acordo com a organizadora do evento, a professora Simone Silva, o evento é a possibilidade de troca de informações entre estado, academia e indústria, a fim de que juntos desenvolvam ações e consolidem a produção tecnológica local. “No primeiro encontro, recebemos para o centro da discussão a academia. Agora vamos discutir o ponto de vista empresarial, para que haja o envolvimento direto dos pesquisadores com a demanda empresarial, e assim trabalharmos para suprir aqui mesmo as nossas necessidades tecnológicas”, explicou.

Como complemento das expectativas da professora, o vice-reitor desejou boas vindas aos participantes e destacou outro aspecto. “Ficamos felizes em ter mesas redondas como esta, para criarmos estruturas internas e pensar um pouco mais na realização efetiva das patentes”, ressaltou André Maurício.

Em sequência, o presidente do SergipeTec, Marcos Wandir, apresentou o trabalho realizado pelo Parque Tecnológico - que existe há 10 anos e assiste 25 empresas, sendo 15 encubadas e 10 já instaladas. “O conceito do Parque em si, já é transformar o conhecimento em negócios”, conclui. Marcos falou ainda das expectativas em relação à nova sede do Parque Tecnológico, que está sendo construído próximo ao Campus São Cristovão e da área conhecida como ‘Polo Tecnológico São Cristovão’, uma vez que promove incentivos fiscais para a indústria.

Destacando a importância das Fapitec’s para a fomentação da pesquisa no Brasil, o diretor financeiro da Fundação em Sergipe apresentou uma discussão sobre a relevância dos editais para o financiamento de pesquisas tecnológicas e sociais. “A fundação trabalha com editais e as moedas são os projetos”, disse Josenito Oliveira Santos.

Aládio Antônio, representante da Rede Petrogás, destacou que este tipo de evento é importante para apresentar a visão da empresa em relação à universidade. Já Ana Tereza, do Sebrae, lembrou que o Brasil é um dos países que mais empreendem. “99% das empresas no Brasil são pequenos negócios. Agora está ocorrendo uma situação onde a oportunidade vence a necessidade”, disse.

Palestrante central da tarde, o secretário Saumíneo Nascimento explanou sobre a importância das Secretarias Unificadas, utilizando como exemplo a Sedetec - que engloba desenvolvimento econômico, ciência e tecnologia - para melhor administrar as demandas locais. Saumíneo apresentou um panorama dos investimentos que estão sendo implantados no estado. “Diariamente atendemos entre 6 e 7 empresas que buscam vir para Sergipe”, destacou o secretário, concluindo que o mercado é global.

Saumíneo abordou ainda sobre os novos projetos que serão inseridos na Ciência, Tecnologia e Inovação do Brasil, a exemplo do ‘Plataformas do Conhecimento’ e do ‘Plano Nordeste de Ciência e Tecnologia’, temas que serão debatidos em Brasília com o Ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação e todos os Secretários Estaduais de Ciência e Tecnologia, além de outros órgãos como o Banco Internacional do Desenvolvimento (BID), e o Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) e a Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP). O secretário ressaltou também a necessidade de aumentar a presença do INPI em Sergipe, assunto que será objeto de reunião com o presidente do INPI.

Fonte:  Ascom Sedetec

CPRv REGISTRA SETE OCORRÊNCIAS COM TRÊS MORTES NAS RODOVIAS ESTADUAIS.

A Companhia de Polícia Rodoviária Estadual registrou durante três dias (25, 26 e 27) de serviço nas rodovias estaduais, sete ocorrências de trânsito, com três mortes no local e onze vitimas hospitalizadas. Um total de dez veículos se envolveram nos acidentes.

As ocorrências foram registradas nas seguintes rodovias:

* Município de Nossa Senhora do Socorro (SE 090) – Choque com poste – 01 vítima lesionada.
* Município de Lagarto (SE 270) – Colisão lateral – 02 vítimas lesionadas.
* Município de Ribeirópolis (SE 240) – Colisão Traseira – 02 vítimas lesionadas.
* Município de São Domingos (SE 170) – Suicídio – 01 morte.
* Município de Itaporanga d’ Ajuda (SE 100) – Colisão Lateral – 02 vítimas lesionadas.
* Município de Neópolis (SE 335) – Colisão Frontal – 02 mortes e 03 vítimas lesionadas.
* Município de Aracaju (SE 100) – Choque com poste – 01 vítima lesionada.

O acidente mais grave foi registrado na noite deste domingo, na rodovia SE 335, Povoado Pindoba, município de Neópolis, uma colisão frontal envolvendo um FIAT UNO, cor branca, placa HZU 7408 e uma motocicleta HONDA CG 125, cor vermelha, placa IAM 8624, aonde o condutor e a passageira da moto vieram a óbito no local e os ocupantes do veículo FIAT foram hospitalizados com ferimentos graves.

A CPRv informa que nos casos de emergência, acidente de trânsito, animais soltos, solicitação de auxilio e denúncia nas rodovias estaduais, o cidadão deve ligar para o telefone 198, de qualquer região do Estado.

PADARIA É ASSALTADA E BANDIDOS JOGAM GAVETA NA LIXEIRA DO QUARTEL DA PM.

Bandidos perdem o medo e cometem assaltos a poucos metros do quartel da policia militar em Aracaju

Uma padaria localizada na rua Boquim, no centro de Aracaju, instalada a cerca de 50 metros do Quartel Central da Policia Militar de Sergipe, foi assaltada na madrugada desta segunda-feira (28), sendo esta a terceira vez em pouco tempo.

Os assaltantes fizeram um verdadeiro limpa na padaria. Eles após arrombarem a porta e entrarem no estabelecimento, os marginais se apossaram de cigarros, balança, bebidas e outros objetos da padaria. Alem disso eles também fizeram um limpa na gaveta onde o proprietário guardava dinheiro.

O que chamou a atenção nesta ação dos assaltantes, foi o fato de os bandidos saírem tranqüilamente e de forma surpreendente “jogaram” a gaveta dentro da lixeira em frente ao Quartel da PM. Os bandidos fugiram tomando rumo ignorado e o proprietário reclama que esta é a terceira vez que sua empresa é assaltada. O proprietário contou que na madrugada, o vigia da rua teria avisado a policiais militares que havia dois homens suspeitos próximo ao local.

Fonte:  Faxaju (Munir Darrage)

O CAJU BIKE É SUCESSO ENTRE OS ARACAJUANOS.

Foto:  Ana Lícia Menezes

O Caju Bike é sucesso entre os moradores da capital. Com 20 estações espalhadas pela cidade, cada uma com dez bicicletas, é fácil perceber que o sistema implementado recentemente já é indispensável no dia-a-dia dos cidadãos, seja para se exercitar, se locomover ou até mesmo por puro lazer.

Em diversos pontos do Caju Bike pela capital, a opinião dos usuários é semelhante. Breno Santana é estudante e admite que era o que faltava na cidade. "A iniciativa da prefeitura em optar por um transporte alternativo foi muito boa, além de saudável não polui o meio ambiente", conta Breno.

Kelly Regina, outra ciclista que praticava sua pedalada diária, também parabeniza a prefeitura por disponibilizar aos moradores de Aracaju uma opção inovadora de lazer e esporte. "Uso diariamente o Caju Bike com objetivo de me exercitar. A bike ao ar livre substitui a bicicleta da academia", afirmou Kelly.

As amigas Maria Carolina e Luiza Avelar também aproveitavam para dar uma volta nas bikes. Carolina falou o que acha da iniciativa da prefeitura. "Eu acho uma ótima iniciativa, tem muita gente que mora em apartamento e não tem espaço para ter uma bicicleta. Além disso, é uma oportunidade de fazer exercício esporadicamente com um custo baixo. No início fiquei desconfiada com o sistema, mas realmente funciona muito bem numa cidade como Aracaju, pois as ciclovias facilitam muito o seu uso". Sua amiga, Luiza, que mora em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, afirmou que gostaria de um sistema como o Caju Bike na sua cidade. "Gostaria muito que houvesse algo parecido na minha cidade. É um meio de transporte rápido, fácil e saudável, acima de tudo, um jeito de se exercitar com um custo muito baixo".

Sobre Caju Bike

Atualmente existem 200 bicicletas em diversos pontos da cidade para uso de qualquer cidadão. Recentemente foram instaladas dez estações na Passarela do Caranguejo, na Orla de Atalaia; estacionamento do Parque da Sementeira; Calçadão da 13 de Julho, próximo à Rotatória do Caju e no Mirante; rua José Ramos (Praça da Imprensa); Praça General Valadão; Praça da Bandeira; Praça do Mini Golf (próximo à OAB); Praça Fausto Cardoso e Mercados Centrais.

Somadas com as já instaladas previamente, na Orla estão na avenida Rotary, oposto ao Terminal da Atalaia; avenida Santos Dumont, oposto ao número 273 (setor das Quadras); av Santos Dumont, oposto ao Real Praia Hotel (Oceanário); av Santos Dumont, oposto ao Hotel Nascimento (Praça de Eventos); e rua Pedro Mandarino, oposto ao Residencial Mar Mediterrâneo, na Coroa do Meio.

E no Centro, localizadas na rua Santa Luzia (Praça Tobias Barreto); rua Vila Cristina (Praça Camerino); rua Boquim (Conservatório de Música); rua Monsenhor Silveira (Praça Almirante Tamandaré); e rua Riachuelo (próximo à antiga LBV). Totalizam 20 estações espalhadas por toda a cidade.

Como utilizar

Para utilizar o serviço de aluguel compartilhado de bicicletas, o cidadão deve baixar o aplicativo Caju Bike para smartphone, disponível nas plataformas Android, iOS e Windows Phone. Para quem não tem esse tipo de aparelho celular, o cadastro também pode ser feito pelo site www.cajubike.com.br ou pela Central de Atendimento: 4003-9891.

No cadastro deve ser informado o modo de pagamento, essencialmente feito por meio de cartão de crédito, mensal ou por uso. Escolhendo pagar o serviço mensalmente, o sistema creditará R$ 10 por mês. Já no modo diário, o cidadão pagará pela hora utilizada, sendo creditado R$ 5 a cada uso. Em ambos, o ciclista somente poderá circular com a bike por uma hora, deixando-a em qualquer estação por quinze minutos. Depois desse tempo, ele poderá retirar a bike novamente. Se o tempo exceder, o valor de R$ 5 será cobrado por 30 minutos excedentes.

Em caso de roubo ou furto, o cidadão deve prestar um BO (Boletim de Ocorrência) na delegacia mais próxima e ligar para a Central de Atendimento: 4003-9891.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

OI É MULTADA POR VIOLAR PRIVACIDADE DE CLIENTES.

Ministério da Justiça multou a companhia por violar os direitos à informação, proteção contra publicidade enganosa, privacidade e intimidade dos clientes


A operadora de telefonia Oi terá que pagar uma multa de R$ 3,5 milhões por violar a privacidade de usuários e vender dados de navegação a diversas empresas de publicidade. O Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), do Ministério da Justiça, multou a companhia por violar os direitos à informação, à proteção contra publicidade enganosa, a privacidade e a intimidade dos clientes, após constatar que os dados de navegação dos clientes eram comercializados.

A sanção foi imposta após a conclusão da investigação aberta pelo organismo para estabelecer o objetivo de um acordo entre a Oi e a companhia britânica Phorm para compartilhar informações sobre os clientes.

O acordo de cooperação entre as duas empresas previa o desenvolvimento de um software chamado "Navegador", que registra o tráfego de dados do consumidor na internet e compõe um perfil dos internautas que usam o serviço de banda larga da operadora para ter lucros com a venda.

"A empresa, com o pretexto de melhorar a experiência de navegação, omitiu ao consumidor informações essenciais sobre o serviço e as implicações para a privacidade e a segurança dos dados pessoais", assegurou Amaury Oliva, diretor da DPDC, citado em comunicado divulgado pelo Ministério da Justiça.

"Em nenhum momento, o consumidor foi informado de que a navegação seria vigiada pela empresa e que seu perfil seria comercializado com empresas de publicidade", acrescentou.

Durante o processo de instrução do caso foram consultados diversos órgãos como a Agência Nacional de Telecomunicações, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica e o Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI) que tem entre as atribuições a definição das diretrizes para o uso de internet.

O cálculo da sanção levou em consideração os critérios previstos no Código de Defesa do Consumidor, como a vantagem econômica conseguida, a condição da empresa e a gravidade dos fatos, segundo o Ministério da Justiça.

O valor da multa foi calculado, de acordo com o departamento, considerando critérios do Código de Defesa do Consumidor, como a “vantagem econômica auferida, a condição da empresa e a gravidade da conduta” e será depositado no Fundo de Defesa de Direitos Difusos (FDD), que deve ser revertido para a proteção do meio ambiente, do patrimônio público e da defesa dos consumidores, acrescenta o comunicado do Ministério.

Em nota, a Oi informou que não usa a ferramenta da empresa Phorm, questionada no processo. "Desde março de 2013, foram encerradas todas as iniciativas operacionais dessa ferramenta na Oi, que teve seu uso restrito a um grupo de clientes convidados para testar o produto". Na nota, a operadora garantiu que não houve infração ao direito do consumidor e diz que, "apesar de não ter tido ainda acesso à fundamentação da decisão, considera que tem fortes elementos para recorrer."

Fonte: Rede Brasil Atual

OPERAÇÃO POLICIAL APREENDE DROGAS EM ITAPORANGA.

A Polícia Civil de Sergipe desencadeou nesta quinta-feira, 24, mais uma operação de combate ao tráfico de drogas no interior de Sergipe. Desta vez, cerca de 50 policiais civis, entre delegados, escrivães e agentes de polícia cumpriram 21 mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão na cidade de Itaporanga D´Ajuda.

“Estamos seguindo um planejamento de intensificação ao combate da criminalidade no interior do Estado. Ontem realizamos uma operação na cidade de Itabaiana e hoje logo cedo estávamos com equipes em Itaporanga para cumprir 22 ordens judiciais. A operação também tem um cunho preventivo, pois a presença da polícia nos municípios acaba evitando a ação de criminosos”, destacou o coordenador da Polícia Civil do Interior (Copci), delegado Cristiano Barreto.

A ação policial de hoje foi finalizada com a prisão de Evilasio Alves Castro, que foi surpreendido com uma espingarda calibre 12, um revólver calibre 38 e 26 munições; Caio Filipi Silva Santos, 18 anos, que foi flagrado 16 cápsulas contendo cocaína, um revólver calibre 38 e seis munições e Aelson Pinheiro Santos, 33 anos, que foi preso portando 20 cápsulas com cocaína e 63 papelotes pequenos contendo cocaína.

 “O Filipi está com um ferimento no braço esquerda por conta de um tiro de arma de fogo que foi disparado por um desafeto na briga por espaço no tráfico de drogas na região. Vamos continuar intensificando os trabalhos não só em Itaporanga, mas também em outras cidades do interior sergipano”, finalizou Barreto.

Itabaiana

Ontem a Polícia Civil realizou uma operação na cidade de Itabaiana com o intuito de combater o tráfico de drogas e crimes de homicídio na região do agreste sergipano. Na oportunidade, foram presas cinco pessoas e um adolescente foi apreendido. Foram apreendidos R$ 50 mil em dinheiro, uma pistola calibre 380, que a polícia investiga que foi utilizada no homicídio de uma comerciante no município, além de drogas.